segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Elogio do Silêncio


" Um professor, que encontrei em casa de amigos, mostrava-se surpreso por constatar que os seus alunos do secundário não tinham reparado nas duas magníficas árvores centenárias no pátio da escola. Será que ensinámos a vê-las? O que é que se fez para educar o seu olhar? Ele disse-me também que os seus alunos tinham necessidade, na sua maior parte, de ruído de fundo para aprenderem: o silêncio durante uma aula incomodava-os, na verdade, deixava-os nervosos. Eles vivem numa civilização onde o elemento sonoro é valorizado, como poderiam eles conhecer o valor do silêncio? Como podem eles, de facto, concentrar-se ( logo, centrar-se com), adoptar uma atitude desconhecida que, desta forma, os amedronta? O silêncio é uma coisa a descobrir desde a infância, e eu penso que podíamos , mesmo resumidamente, aprender na escola e desde a primeira infância a jogar ao silêncio."


Marc de Smedt



2 comentários:

ManuelaCaeiro disse...

Gostei muito do teu blogue: uma "paisagem infinita" de mensagens tocantes (palavras de outros que soubeste escolher -e ilustrar- canções ou ensaios... entrevistas, motivando para os áudio-livros, para as "histórias ouvidas"... num interessante registo de actualidade.
Parabéns!

manuelafatima disse...

O elogio do silêncio..É no silêncio que podemos ouvir o noso coração e os nossos sentimentos mais recônditos.É uma forma de aprendizagem que se ensina...Mas que nem sempre é bem aceite,sobretudo,quando não estamos disponíveis para ouvir.Lembro-me sempre do comentário que alguns alunos fazem quando lhes peço para me deixarem ouvir o silêncio, em tempo de aula:"Ouvir o silêncio?!O silêncio não se ouve,'stora!"
Tal como disse ,é tudo uma questão de aprendizagem e de vontade de aprender formas diferentes de ouvir e sentir...
O silêncio é precioso.É também tempo de oração e reflexão...